Florianópolis, 18/06/2018 – A importância de uma Casa de Parto como parte da rede de Atenção à Mulher foi um dos destaques apontados pelos participantes da segunda etapa do IV Congresso Nacional do Parto Humanizado, realizado em Criciúma.

12843a1e-bda2-49eb-9013-4c6bf8fbdc08

Também surgiram como propostas a articulação entre atenção básica e atenção hospitalar, através de protocolos assistenciais, e o Plano de Parto como ferramenta fundamental no pré-natal para o empoderamento das mulheres e a qualificação dos profissionais.

9ceb05f8-b260-419e-bfce-bd7a054e7279

A segunda etapa do IV Congresso Nacional do Parto Humanizado, na Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), dia 12, reuniu cerca de 100 participantes, entre profissionais e estudantes da área de saúde.

d176f514-e7f5-4440-bdfb-228c215b8153

O  evento, em sua quarta edição, pela primeira vez está sendo realizado de forma regionalizada, com etapas em seis municípios catarinenses. Além da abertura em Blumenau (dia 07/06) e Criciúma (dia 12/06), também vão sediar o congresso Joinville (20/06), Chapecó (27/06), Florianópolis (28/06) e Lages (03/07).

Em todas as seis etapas regionais, paralelo acontece o II Congresso de Fotografia e Vídeo de Parto, com exposições de fotógrafos da humanização do parto e do nascimento. Em Criciúma, a exposição foi com obras do Foco e Luz Fotografia.

O IV Congresso Nacional do Parto Humanizado e o II Congresso de Fotografia e Vídeo de Parto são proposições da deputada Ana Paula Lima (PT) e estão sendo realizados pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), através da Escola do Legislativo e Comissão de Saúde. E contam com o apoio da Adosc (Associação de Doulas de Santa Catarina), Uniplac (Universidade do Planalto Catarinense), Abenfo-SC (Associação Brasileira de Enfermeiros Obstetras, Neonatais e Obstetrizes do Estado de Santa Catarina), UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul), UNESC (Universidade do Extremo Sul Catarinense), FURB (Universidade Regional de Blumenau), IELUSC (Associação Educacional Luterana Bom Jesus/IELUSC) e Coren-SC (Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina).